Cadê o Animefest que estava aqui? Cadê o Animefest que estava aqui?
Meninos e meninas! Eu vi! Eu vi no ar o site do Anime Fest, que seria a nova marca do evento Animasul. Só que... Cadê o Animefest que estava aqui?

Meninos e meninas! Eu vi! Eu vi no ar o site do Anime Fest, que seria a nova marca do evento Animasul. Só que depois que veio à tona a existência de um evento homônimo do Espírito Santo, os organizadores se apressaram em trocar de nome mais uma vez, agora para Dreamfest. Afinal, quem quer tomar dois processos na mesma edição pelo mesmo motivo? Para quem não sabe, o Animasul deixou de usar a marca que havia plagiado do AnimEsul após receber uma notificação extrajudicial (admitida por eles mesmos em seu ask.fm). O Soda Geek chegou a noticiar a troca para AnimeFest, divulgando o link do site que foi logo depois tirado do ar. Um anúncio oficial chegou a ser feito pela organização em um grupo fechado no Facebook. Neste post você pode ver uma imagem capturada deste anúncio.

O AnimEsul é um evento muito querido pelo público, mas que está em hiato há alguns anos. Por isso, talvez os organizadores tenham subestimado o interesse dos detentores da marca em proteger o nome. Um erro grave em um ano onde o Animefan voltou do limbo e boatos indicam que o Anima Heroes pode voltar dentro de poucos meses.

Nos últimos meses acompanhei de perto a preocupação dos organizadores de eventos que levam a sério o seu trabalho com o cenário gaúcho de anime, quadrinhos e cultura pop. A má organização de um evento conseguiu deixar em alerta e unir os interesses de quatro grupos que no passado sempre se mantiveram isolados, embora mantivessem ótimas relações diplomáticas. Além disso, a solidariedade à recuperação da marca AnimEsul contribuiu ainda mais para a aproximação das organizações gaúchas.

animasul

Com o surgimento apressado da marca Dream Fest, que lembra o nome de uma rave ou de um videogame esquecido da Sega, acaba o motivo inicial que levou à união destas produtoras? Espero realmente que não! Os eventos gaúchos tem muito a ganhar com a aproximação permanente do Quarteto Fantástico das produtoras gáuchas do nicho (Afar, Multiverso, Ninja e Anime Sul). Quantos novos eventos podem ser beneficiados com a consultoria deles? Quantos eventos do interior podem melhorar ainda mais tendo os grandes eventos da capital como modelo e até mesmo como mentores?

Até mesmo o antigo Animasul, que pelo menos no momento se chama Dreamfest, e suas produtoras responsáveis, (All Blue e Lemonade, que há poucos meses eram a Coruja) podem, passado este momento, descerem do salto alto, e aprenderem com quem já está há anos no mercado. Até hoje ninguém inventou a roda quadrada, e, se inventou, não conseguiu girá-la no chão. É legal fazer eventos com novidade, mas ser a roda quadrada dos eventos não leva a lugar nenhum.

Takakura Senpai

Takakura Senpai

  • Sofia Pellisoli

    ago 27, 2013 #1 Author

    A pior parte é que nem se dão o trabalho de pagar o pessoal do primeiro evento antes de fazer o segundo… A vergonha dos eventos gaúchos.

  • Camila

    ago 27, 2013 #2 Author

    O que mais me preocupa é a mancha que fica. Coisas ruins do genero se espalham, e possiveis convidados podem não vir devido a falta de organização e pagamento de um unico evento. Infelizmente isso acontece, e acabam colocando todos os eventos no mesmo saco. Nós, que somos daqui e acompanhamos, sabes bem diferenciar, mas e quem não é? “lá no RS não pagam, os eventos são um lixo, são uma bagunça”. Acredito que esta união de produtoras, e de quem mais faz parte do cenário e se preocupa, é de suma importancia para limpar está péssima impressão que ficou dos eventos gaúchos fora daqui, impressão que já foi levada, inclusive, para além do Oceano Atlantico.

  • Juliane Vicente

    ago 29, 2013 #3 Author

    Esse relato é uma tentativa descarada de tentar derrubar o evento, exaltando outros eventos e produtoras. Fica clara a preferência por eventos e produtoras, sendo assim a característica de ser um site que visa a informação aos amantes de diversos tipos de entretenimento fica comprometida. Isso é um relato de opinião, não de informação.

  • Juliane Vicente

    ago 29, 2013 #4 Author

    E outra coisa, vão arrumar um revisor pra esse site que está cheios de erros de ortografia e acentuação. O “geek” perde seu sentido.

    • John Weing

      John Weing

      ago 29, 2013 #5 Author

      Obrigado pelo comentário, estamos trabalhando cada vez mais para deixar o site 100%

  • Juliane Vicente

    ago 29, 2013 #6 Author

    E outra coisa, vão arrumar um revisor pra esse site que está cheios de erros de ortografia e acentuação. O “geek” perde seu sentido.

  • Paulo Henrique

    ago 29, 2013 #7 Author

    O evento tava massa, nao tem oque falar? intao nao falae ‘-

  • Paulo Henrique

    ago 29, 2013 #8 Author

    O evento tava massa, nao tem oque falar? intao nao falae ‘-

  • Paulo Henrique

    ago 29, 2013 #9 Author

    O evento tava massa, nao tem oque falar? intao nao falae ‘-

  • gustavo

    ago 29, 2013 #10 Author

    Acho que vocês foram infelizes com esse comentário por que uma empresa tem todo direito de mudar de nome e pelo que eu sabia se você esta fazendo uma matéria em algum jornal ou site tem que ser imparcial e na minha opinião vocês estão xingando uma marca na minha opinião não foi certo.

  • Paulo Henrique

    ago 29, 2013 #11 Author

    O evento tava massa, nao tem oque falar? intao nao falae ‘-

  • Daniel

    ago 29, 2013 #12 Author

    São uns amadores fracos q tem muito o q aprender. Lamentável.